(32) 991734242 contato@ovigilanteonline.com

Família de paciente vítima da Covid agradece profissionais de saúde de Leopoldina

Família de paciente vítima da Covid agradece profissionais de saúde de Leopoldina

Dona Nadir Werneck, 57 anos, faleceu nesta sexta (23), após 16 dias internada na Casa de Caridade Leopoldinense. Família emitiu uma carta em agradecimento pela dedicação e carinho daqueles profissionais de saúde.

Mesmo em meio à dor de ter perdido a senhora Nadir Helena da Cunha Werneck (foto), 57 anos, para a Covid-19 nesta sexta-feira (23), a família da vítima agradeceu aos profissionais da Casa de Caridade Leopoldinense onde ela esteve internada por 16 dias.

Neste sábado, familiares da paciente procuraram a Redação do Jornal O Vigilante Online para enviar uma carta de agradecimento a todos os profissionais daquela instituição de saúde que prestaram toda a assistência à paciente, que não resistiu às complicações do novo coronavírus.

Continua Depois da Publicidade


Em um texto emocionante, os filhos de Dona Nadir relataram que foram 16 dias de luta, desespero e incertezas, porém puderam observar a dedicação e carinho daqueles profissionais.

Íntegra da Carta

Meu nome é Nárjara, e venho através desta Carta tornar público o meu sentimento de luto, mas também de gratidão. Luto pela perda da minha amada e querida mãe, Nadir Werneck, mulher guerreira e alegre, que sentia muitas dores por conta de seus problemas de saúde, mas que nunca perdeu aquele sorriso aberto e aquela risada contagiante. Não foi só minha mãe, mas minha grande amiga, companheira de vida. Combateu o bom combate e agora está nos braços do Pai.

Continua Depois da Publicidade

GRATIDÃO a toda equipe da linha de frente da covid, desde o Centro Covid até no setor covid da Casa de Caridade Leopoldinense.

Minha mãe deu entrada no hospital no dia 7 de abril com febre e saturação baixa. Achei que seria apenas uma consulta ou um dia em observação, mas me enganei. Foram 16 dias de luta, medo, desespero, incertezas,16 dias de altos e baixos, mas também 16 dias que pude ver a dedicação, o apoio, o carinho, o profissionalismo e humanidade daquela equipe.

Foram anjos para minha mãe, foram anjos para minha família. Quero deixar aqui o meu muito obrigado a todos que ali trabalham, toda aquela equipe.

Ali tem pessoas que saem de suas casas, deixam suas famílias, se arriscam para salvar nossas vida. Eles comemoram cada alta de paciente, mas também sentem com cada partida.

Espero que Deus possa recompensar a cada um, e que o poder público possa olhar por esses profissionais de uma forma diferente, valorizando e incentivando.

Agradeço à equipe também do PSF São Cristóvão, que sempre acolheu com carinho minha mãe. Agradeço cada oração pela recuperação da minha mãe, mas foi feita a vontade do Senhor.

Agora nos resta a saudade e as lembranças.

Obrigado Centro Covid, obrigado Casa de Caridade Leopoldinense, obrigado amigos.

Assinam a carta Nárjara (filha), Anderson (genro) e Carlos Magno (neto).

Fonte: Jornal O Vigilante Online

Mais Lidas

Aqui de Leopoldina: Empreendendo no meio rural

By Colunista / 25/04/2021 - 09:30 / 0 Comments