(32) 991734242 contato@ovigilanteonline.com

Após boatos envolvendo Hospital de Leopoldina, Ministério Público nega qualquer expediente investigatório

Após boatos envolvendo Hospital de Leopoldina, Ministério Público nega qualquer expediente investigatório

Boatos e comentários envolvendo a Casa de Caridade Leopoldinense se espalharam pelas redes sociais depois que a Mesa Administrativa da entidade promoveu mudanças em alguns de seus cargos técnicos e administrativos. Procurada pela Redação para informar detalhes sobre tais alterações em seus quadros, a Casa de Caridade emitiu uma Nota de Esclarecimento, assinada pela Provedora Vera Maria Valle Pires, cujo conteúdo foi tema de matéria publicada pelo Jornal O Vigilante Online no dia 14 de janeiro. 

O documento emitido pelo Hospital explicou que a Mesa Administrativa da CCL, recentemente eleita e empossada, decidiu fazer uma ampla reforma administrativa através da mudança na sua forma de governança e de uma melhor separação entre as áreas técnicas e administrativas. 

Continua Depois da Publicidade

           


Apesar da divulgação dos esclarecimentos, várias críticas em relação às alterações na entidade foram desferidas por internautas, que também atacaram a imprensa local, criticando os veículos de comunicação do município sob o argumento de que a imprensa teria interesse em ocultar “supostas” irregularidades que “teriam” ocorrido na centenária Casa de Caridade Leopoldinense. 

Sem apresentar provas ou evidências, alguns internautas teceram comentários sobre as “irregularidades” na Casa de Caridade, onde até a Polícia Federal teria feito uma incursão na sede da instituição, situação que foi desmentida pela Casa de Caridade. 

Continua Depois da Publicidade

A Reportagem do Jornal O Vigilante Online, um jornal editorialmente independente, não poderia se calar diante de tais acusações em relação à imprensa. Primeiramente, porque já havia noticiado a Nota de Esclarecimento com as mudanças feitas pelos gestores da Casa de Caridade, trazendo inclusive o veemente repúdio a qualquer notícia ou boato que venha a distorcer os fatos e a verdade ou atacar a reputação das pessoas citadas na Nota.

Com o objetivo de esclarecer a situação, o Jornal iniciou na última semana uma série de contatos, inclusive com a Polícia Federal em Juiz de Fora e com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), para apurar se houve alguma denúncia ou investigação envolvendo a CCL nos últimos dias. 

Segundo a Promotoria de Justiça de Leopoldina não há qualquer expediente investigatório (Inquérito civil ou procedimento preparatório), nem operação, envolvendo a Casa de Caridade Leopoldinense. Procurada pela Redação, a Polícia Federal em Juiz de Fora informou ao Jornal que se houvesse algum procedimento da PF, este já teria sido informado ao Ministério Público.


Confira a íntegra da Nota de Esclarecimento divulgada em matéria publicada no dia 14 de janeiro pelo Jornal O Vigilante Online:

Leopoldina, 14 de janeiro de 2021.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Casa de Caridade Leopoldinense em virtude dos boatos caluniosos, veiculados nas redes sociais, em relação às recentes mudanças ocorridas em alguns cargos técnicos e administrativos da entidade, sente-se no dever de esclarecer o que segue:

1- A Mesa Administrativa da Casa de Caridade Leopoldinense, eleita em 22 de outubro de 2020, empossada no dia 10 de dezembro de 2020, para o mandato 2021/2022, após minucioso estudo diagnóstico/administrativo, deliberou por fazer uma ampla reforma administrativa, a vigorar a partir de 01/01/2021, através de uma mudança na forma de governança da entidade e uma melhor separação entre as técnicas e administrativas

2- Saída do Administrador: Dentre as medidas que seriam tomadas se encontrava a não renovação do contrato com a Empresa que administrava o hospital, representada pelo Sr. Wolney Aguilar.

3- Saída da Diretora Técnica: A Mesa Administrativa recebeu, no dia 12/01/2021, da Dra. Hellen Bedim Bonin, pedido de desligamento da função de Diretora Técnica do Hospital, a partir daquela data.

4- Saída do Coordenador do Pronto Socorro: A Mesa Administrativa recebeu, no dia 12/01/2021, do Dr. José Luis Nogueira, pedido de desligamento da função de Coordenador do Pronto Socorro, a partir daquela data.

A Casa de Caridade Leopoldinense, através de sua Mesa Administrativa repudia veemente, qualquer notícia ou boato que venha a distorcer os fatos e a verdade, como foi citada acima, além de atacar a reputação das pessoas citadas.


Atenciosamente,
Vera Maria Valle Pires
Provedora

O Vigilante Online