Icone de mensagem contato@ovigilanteonline.com Icone de telefone (32) 991734242


PRF de Leopoldina apreende pássaros silvestres e mais de 1.400 jabutis durante fiscalização na BR-116

Por Júlio Cesar Martins e José Augusto Cabral | Polícia - 20/07/2020 - 17:22 | Atualizado: 27/07/2020 - 19:49

Veículo seguia de Feira de Santana, na Bahia, sentido Barra Mansa, no Rio de Janeiro. Três pessoas foram presas em flagrante. Segundo a PRF, 45 jabutis e um pássaro estavam mortos.


Fotos e imagens: Júlio Cesar Martins/O Vigilante Online



A Polícia Rodoviária Federal apreendeu na tarde desta segunda-feira (20) diversos animais silvestres, entre os quais jabutis, cardeais nativos e calopsitas que estavam em um Fiat Palio em Leopoldina.


Continua depois da publicidade




Os policiais rodoviários federais Colen, Gilberto Daniel e Marco Aurélio abordaram o veículo durante fiscalização de rotina no Posto da PRF na BR-116 em Leopoldina. Ao todo, foram contabilizados 1.459 jabutis vivos, 45 jabutis mortos, 8 pássaros da fauna silvestre vivos (cardeal), um pássaro da fauna silvestre morto (cardeal), além de 9 pássaros da fauna exótica vivos (calopsita).

Segundo a PRF informou ao jornal O Vigilante Online, durante a abordagem ao veículo os policiais rodoviários federais perceberam um forte odor no interior do automóvel. Conforme o PRF Colen (foto), ao ser questionado o condutor disse que estava transportando cágados. O carro seguia de Feira de Santana, na Bahia, sentido Barra Mansa, no Rio de Janeiro. Estavam no carro três indivíduos, com idades de 30, 41 e 27 anos, dois deles do município de Rezende e um de Barra Mansa. 

A Polícia Militar do Meio Ambiente foi acionada através dos militares Sargento Maciel e Sargento Eduardo, do 4º Grupamento de Polícia do Meio Ambiente de Leopoldina e os animais foram identificados como jabutis, cardeais nativos e calopsitas. De acordo com o Sargento Maciel (foto), o fato está enquadrado no Art. 29 da Lei 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, que dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente, e dá outras providências. “Ter a posse de animais silvestres, neste caso está caracterizado tráfico de animais silvestres, além dos maus tratos pela forma de acondicionamento dos animais, pela forma que eles estavam. Um pássaro cardeal estava morto”, relatou o Sargento Maciel.


Continua depois da publicidade




"Um prejuízo ambiental muito grande, pois são muitos animais, filhotes, retirados de sua área, da região onde ocorrem naturalmente, porque não ocorrem na nossa região. Eles serão encaminhados para local apropriado e somente depois é que deverão ser encaminhados para sua região de ocorrência natural", comentou o militar.


Os animais apreendidos foram encaminhados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres do IBAMA, em Juiz de Fora, que enviou a Leopoldina uma equipe composta pelos Agentes Ambientais Federais Júlio Silva e Luiz Benatti, para o seu transporte. A PRF informou à reportagem que os presos seriam encaminhados para a Delegacia Regional de Polícia Civil de Leopoldina para as demais providências.






Fonte: Jornal O Vigilante Online



Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2020 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS