Icone de mensagem contato@ovigilanteonline.com Icone de telefone (32) 991734242


Leopoldina vai receber mais de R$ 1,7 milhão da União para enfrentamento ao coronavírus

O VIGILANTE ONLINE | Geral - 04/07/2020 - 10:21 | Atualizado: 11/07/2020 - 11:54

Confira os valores que os municípios da região terão de repasse do Governo Federal.


O Vigilante Online
As regiões da Zona da Mata e Campo das Vertentes vão receber mais de R$ 130 milhões em transferência de recursos financeiros do Governo Federal para enfrentamento ao coronavírus. Os valores foram divulgados por meio de portaria, publicada no Diário Oficial da União (DOU) na quarta-feira (1º).

Os recursos financeiros correspondem ao montante de R$ 13,8 bilhões que serão disponibilizados aos estados, Distrito Federal e municípios, em parcela única.

Conforme a portaria, o município de Leopoldina vai receber o valor de R$ 1.795.877,00. Juiz de Fora é a cidade da região que vai receber o maior valor, aproximadamente R$ 35,2 milhões. Em seguida, estão Barbacena e São João del Rei, com recursos de cerca de R$ 19,3 milhões e quase R$ 9 milhões, para cada, respectivamente.


Continua depois da publicidade




Entre os municípios que vão receber as maiores quantias nas regiões estão ainda Viçosa, com mais de R$ 8 milhões; Cataguases, com R$ 5,8 milhões e Muriaé, com cerca de R$ 4,8 milhões.

Veja tabela completa das cidades da Zona da Mata e Vertentes com os valores abaixo.

• Juiz de Fora: 35.235.109,00
• Barbacena: 19.387.971,00
• Cataguases: 5.818.809,00
• Muriaé: 4.805.948,00
• Ubá: 2.594.094,00
• Visconde do Rio Branco: 1.998.732,00
• Leopoldina: 1.795.877,00
• Além Paraíba: 1.294.263,00
• Miraí: 1.030.584,00
• Astolfo Dutra: 861.610,00
• Pirapetinga: 840.697,00
• Recreio: 692.156,00
• Dona Eusébia: 561.994,00
• Laranjal: 539.481,00
• Volta Grande: 417.171,00
• Itamarati de Minas: 345.255,00
• Argirita: 271.639,00
• Estrela Dalva: 168.725,00

Repasse
Os recursos serão destinados ao custeio das ações e serviços de saúde e podem abranger a atenção primária e especializada, a vigilância em saúde, a assistência farmacêutica, a aquisição de suprimentos, insumos e produtos hospitalares.


Continua depois da publicidade




Também poderá ser usado para o custeio do procedimento de Tratamento de Infecção pelo novo coronavírus e para a definição de protocolos assistenciais específicos para o enfrentamento à pandemia.

De acordo com a portaria, os valores foram adquiridos por meio de abertura de crédito especial para o Ministério da Saúde. Para a distribuição dos recursos financeiros aos municípios foram adotados critérios como a faixa populacional, com base na população estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para o Tribunal de Contas da União (TCU) em 2019.

Também foram considerados, segundo a portaria, valores de produção de média e alta complexidade registrados nos Sistemas de Informação Ambulatorial e Hospitalar do Sistema Único de Saúde (SUS) de 2019 e os valores relativos ao Piso de Atenção Básica (PAB) no exercício de 2019.

Fonte: G1 Zona da Mata - Fellype Alberto



Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2020 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS