Icone de mensagem contato@ovigilanteonline.com Icone de telefone (32) 991734242

Lixeiras subterrâneas são instaladas no Centro de Ubá

Assessoria | Região - 09/07/2019 - 17:31 | Atualizado: 14/07/2019 - 00:41


A Prefeitura de Ubá inaugurou na sexta-feira , 5 de julho, cinco lixeiras subterrâneas, instaladas na Praça da Independência. A ação integrou as comemorações dos 162 anos de Ubá. 

Fruto de uma parceria entre a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Ambiente e Mobilidade Urbana, e comerciantes do município, com apoio da Associação Comercial e Industrial de Ubá (Aciubá), o projeto de instalação das lixeiras subterrâneas, na região central e em diversos outros pontos da cidade, visa diminuir os impactos causados pelo derramamento de lixo dos containers tradicionais e a poluição e mau cheiro causados pelos mesmos, trazendo melhorias para toda a população. O projeto compreende a substituição gradativa dos containers plásticos distribuídos pela cidade, com a instalação de, aproximadamente, 10 lixeiras por mês.


Durante o evento, o Prefeito Edson Teixeira Filho destacou os desafios enfrentados pelo município para a gestão do lixo e a necessidade da conscientização de toda a população para vencer esses obstáculos. “A gestão dos resíduos sólidos apresenta muitos desafios não só aqui no município, mas em todo o mundo. Muito ainda precisa ser feito para recolher e dar uma destinação adequada a todo esse lixo que produzimos e, vencer esses obstáculos depende bastante da conscientização e colaboração da população como um todo. Hoje, com a instalação dessas lixeiras subterrâneas, Ubá dá um passo importante para melhorar as condições de descarte, inclusive estimulando a separação dos materiais recicláveis, e de coleta do lixo produzido pelos comércios e residências deste local”, afirmou.


Continua depois da publicidade




“As lixeiras subterrâneas serão instaladas, inicialmente, nos pontos onde há maior acúmulo de resíduos sólidos, pois elas diminuem os impactos causados pelo derramamento de lixo e também dificulta o acesso dos animais. Este modelo de lixeira utiliza um espaço escavado no chão e e uma estrutura em aço e alvenaria, sobressaindo apenas uma coluna ("totem") de 1 metro de altura, por onde são colocadas as sacolas de lixo. Com capacidade de mil litros, elas possuem duas tampas, uma que protege a base e a outra tampa que protege a entrada das sacolas, permitindo que apenas os coletores tenham acesso ao lixo. Seu custo médio de produção gira em torno de R$ 1.200,00 a R$ 1.300,00, abaixo do valor de um container plástico, e sua vida útil é de, aproximadamente, 5 anos. Estamos executando este projeto em parceria com os comerciantes, através do apoio da Aciubá, que além de vender o espaço para publicidade, recurso investido na compra de material para confecção das lixeiras, estará realizando um trabalho de conscientização destes comerciantes para a separação de todo material reciclável produzidos por eles”, explicou o Secretário Municipal de Ambiente e Mobilidade Urbana, Vicente de Paulo Pinto.

Fonte: Prefeitura Municipal de Ubá




Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2019 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS