Alunos da Escola na comunidade dos Coelhos serão transferidos para estabelecimento de ensino na cidade

Da Redação | Leopoldina - 11/05/2019 - 10:01 | Atualizado: 13/05/2019 - 22:36

Decisão foi tomada após reunião entre representantes da Secretaria Municipal de Educação e daquela comunidade.


Na madrugada da quarta (8) a escola foi novamente invadida e furtada, além de ter suas instalações incendiadas pelos autores.  

Uma reunião entre a Secretária Municipal de Educação de Leopoldina, Regina Lúcia Barbosa Brito de Oliveira e representantes da comunidade rural dos Coelhos foi realizada na manhã desta sexta-feira, 11 de maio, na Escola Municipal Carlos Rubens de Castro Meireles, estabelecimento de ensino que foi novamente invadido e furtado esta semana, além de ter suas instalações vandalizadas na madrugada da última quarta-feira (8). 


► Escola é novamente vandalizada e furtada na Comunidade dos Coelhos
Os autores atearam fogo nas salas de aula danificando livros, revistas, cadernos, carteiras escolares, quebraram os vidros das janelas, arrombaram uma porta e ainda furtaram um botijão de gás. Duas pedras grandes foram arremessadas no telhado da escola, que este ano já havia sido alvo de criminosos, que também atearam fogo em duas salas de aula, dentre outras ações. 



No local foi encontrado um bilhete de ameaça, possivelmente feito pela mesma pessoa que provocou os danos anteriores naquela unidade municipal de ensino. O caso foi registrado e encaminhado para a Polícia Civil de Leopoldina para as demais providências.  


A situação foi debatida durante a reunião, que contou com a presença de pais de alunos da escola, moradores daquela localidade, além da Presidente da Associação dos Moradores da Comunidade dos Coelhos, Sra. Elvina de Oliveira Guerra e seu vice-presidente, Sr. Sebastião. 


Durante o encontro foi definido que as 8 crianças que atualmente estudam naquela escola serão remanejadas temporariamente para outro estabelecimento escolar em Leopoldina, assim como os servidores daquela unidade, conforme informou a Secretária de Educação. 

Regina Lúcia afirmou que a escola não será fechada, reiterando que a decisão de transferir os alunos para outra escola em Leopoldina foi tomada em acordo com os moradores da comunidade dos Coelhos e é uma medida temporária. A Secretária afirmou que confia no trabalho da Polícia Civil e da Polícia Militar para que os autores sejam identificados e a tranquilidade seja retomada naquela comunidade rural. 

A atual sede da Escola Municipal Carlos Rubens de Castro Meireles foi inaugurada no ano de 2000 e passou por reformas em 2012. Segundo a Presidente da Associação de Moradores, Sra. Elvina, no local os alunos estudam do Pré até a 5ª série, no turno da manhã.


Fonte: Jornal O Vigilante Online



Os comentários são de responsabilidade dos seus autores e não representam a opinião do Jornal O Vigilante Online, que reserva-se o direito de excluir postagens ofensivas, injúrias, xingamentos, ameaças e agressões a quaisquer pessoas.

Logo O Vigilante
Jornal O VIGILANTE ONLINE | HC&P - Copyright © 2009-2019 | Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização
Criado e Desenvolvido por Criado e Desenvolvido por HPMAIS